Por que o açúcar é o vilão da barriga chapada?

Quando falamos em açúcar pensamos logo em um bolo, guloseimas ou até mesmo em uma barra de chocolate, não é mesmo? Mas não é bem assim, o açúcar está presente em diversos alimentos que fazem parte do nosso dia a dia, como alguns tipos de iogurte desnatado, granola, ketchup, salmão, bacon, embutidos e até mesmo o hambúrguer.

Ah, você sabia que é recomendado consumir aproximadamente 25g de açúcar por dia, o que são cerca de seis colheres de chá, porém o ideal é evitar ao máximo a ingestão desse alimento, pois o corpo não aproveita nada e nem precisa dele para funcionar bem. Um curiosidade sobre o açúcar é que ele está classificado como “não-alimento”. Sim, isso mesmo, por não possuir nenhum nutriente como fibra, sais minerais, nem proteínas. Inclusive o consumo do açúcar pode gerar efeito reverso e gerar a perda dos nutrientes do corpo.

O açúcar age como uma droga, causando vício. Como assim? É que o açúcar estimula a produção do hormônio chamado dopamina, que é responsável pela sensação de prazer, fazendo com que o organismo fique viciado nesse tipo de alimentação. Para compreender melhor entenda o caminho do açúcar no seu organismo. O açúcar entra e é absorvido no intestino, cai na circulação na forma de glicose, que é a principal fonte de energia do corpo. Essa glicose é usada pelas células ou armazenada como glicogênio no fígado e nos músculos. Quando é ingerida em excesso pode ser processada pelo fígado para gerar mais triglicérides, que serão estocados, ou seja, vira gordura. A gordura subcutânea se acumula nas coxas, quadril e braços. Também tem a gordura visceral é a que acumula na barriga.  Além disso o excesso de açúcar prejudica a memória e dificulta o aprendizado, o que leva a diminuição do rendimento nos estudos e no trabalho.

Queremos que você tenha uma vida saudável. Por isso, a dica é evitar, diminuir ou substituir o consumo de açúcar no seu dia a dia. Viver uma vida mais leve, começa nas pequenas decisões diárias, comece hoje mesmo e não desista, persista nas mudanças para o seu próprio bem estar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *