Cloreto de Magnésio é um grande aliado no tratamento da ansiedade.

Os benefícios do magnésio para ansiedade.

Aprenda como aumentar seus níveis de magnésio naturalmente.

Magnésio é um mineral dietético essencial que é tão bom

para a ansiedade e estresse que tem sido chamado de “calmante natural”.

O magnésio é necessário para mais de 600 funções metabólicas, mesmo assim é a segunda deficiência nutricional mais comum nos países desenvolvidos.
Nos últimos 50 anos, o consumo de magnésio despencou enquanto as taxas de ansiedade dispararam.

Isso pode não ser uma coincidência.

A correlação entre magnésio e ansiedade é tão forte que os pesquisadores podem intencionalmente provocar ansiedade em animais de laboratório privando esses animais de magnésio.

Nesse artigo você vai descobrir:

  • As muitas formas como o magnésio acalma sua ansiedade e estresse.
  • Por que está faltando magnésio na dieta moderna.
  • Sintomas de deficiência de magnésio no seu organismo.
  • As principais fontes de magnésio.
  • Os melhores e piores suplementos de magnésio para a ansiedade e dosagem ideal

1. O Magnésio Aumenta O Relaxante GABA.

Um jeito do magnésio contra-atacar o estresse é estimulando os receptores de GABA no cérebro.

O GABA (ácido gamma-aminobutírico) é um neurotransmissor inibidor, aquele que interrompe a atividade do cérebro.

Quando o GABA está baixo, seu cérebro fica travado na posição “ligado” e fica impossível relaxar.

Se você fica facilmente sobrecarregado, desorganizado, sempre encontra algo novo para se preocupar ou fica acordado na cama com pensamentos acelerados, você provavelmente tem baixos níveis de GABA.

Baixos níveis de GABA estão associados a inúmeros transtornos relacionados ao estresse, incluindo o transtorno da ansiedade generalizada, ataques de pânico e síndrome do intestino irritável.

Leia também: Estresse e Ansiedade: Causas, Semelhanças e Tratamento

2. Magnésio Reduz Os Hormônios Do Estresse.

O magnésio restringe a liberação dos hormônios do estresse e age como um filtro para prevenir que esses hormônios estressantes entram no cérebro.

O excesso de cortisol contribui para a ansiedade, depressão, perda de memória, fadiga cerebral e transtornos mentais de todos os tipos.

A doutora Carolyn Dean, autora do livro “O Milagre Do Magnésio”, descobriu que a deficiência do magnésio tem uma grande contribuição para a ansiedade e ataques de pânico.

Ela explica que quando você está sob estresse, seu corpo cria hormônios do estresse causando uma cascata de efeitos físicos, cujo os quais consomem magnésio.

Depois de estudar os efeitos do magnésio por décadas, ela descobriu uma ligação entre ansiedade e magnésio tão forte que ela é enfática em dizer que, para colocar um fim na ansiedade, você precisa aumentar seus níveis de magnésio.

Um dos sinais mais comuns de deficiência de magnésio é contração muscular e cólicas.

Contração muscular, além de deixar você tenso, também dispara a reação “luta ou fuga”, que libera os hormônios do estresse epinefrina e cortisol.

Tomar magnésio pode ajudar seus músculos a relaxarem e colocar um fim nesse ciclo vicioso.

3. Magnésio É Um Anti-Inflamatório.

Uma das propriedades mais significativas anti ansiedade do magnésio é que ele é um anti-inflamatório.

Inflamação crônica pode acontecer no corpo todo, inclusive no seu cérebro.

Inflamação cerebral está associado a ansiedade, depressão e perda de memória.

Ter baixos níveis de magnésio mais do que duplica seu risco de ter altos níveis de marcadores que contribuem para a inflamação.

Mensageiros inflamatórios do sistema imunológico chamados de citocinas ativam a inflamação no cérebro, destroem tecidos e alteram o funcionamento do cérebro.

Citocinas tem um papel na ansiedade, depressão, perda de memória, apatia, irritabilidade, incapacidade de se concentrar, esquizofrenia, transtorno bipolar e risco aumentado de suicídio.

4. O Magnésio Elimina Metais Pesados.

Metais pesados como mercúrio e alumínio estão associados à ansiedade, bem como uma lista longa de outros transtornos neurológicos.

Infelizmente, eles podem atravessar os filtros do seu cérebro… A barreira sangue-cérebro… E acumular no cérebro.

O magnésio age como um desintoxicante natural, removendo metais pesados do corpo.

5. Magnésio Aumenta A Plasticidade Do Cérebro.

A capacidade do seu cérebro de se curar sozinho, criar novas células cerebrais e criar novos caminhos e conexões neurais no decorrer da vida é conhecido como plasticidade cerebral ou neuroplasticidade.

O magnésio é um dos poucos nutrientes conhecidos que aumentam a neuroplasticidade.

Aumentar a plasticidade do cérebro pode ajudar você a reconfigurar seu cérebro ansioso.

Interessantemente, existem evidências de que aumentar o consumo de magnésio pode melhorar a eficácia da terapia cognitiva comportamental quando usada para tratar transtornos da ansiedade.

6. O Magnésio Melhora A Depressão.

Se você tem ansiedade, você também pode passar por um período de depressão, uma vez que esses dois transtornos frequentemente andam de mãos dadas.

De fato, 90% das pessoas com transtorno de ansiedade também passam por depressão e 85% das pessoas com transtornos graves de depressão são diagnosticadas com transtorno de ansiedade.

O magnésio pode ajudar nos dois casos.

Um estudo descobriu que o magnésio foi eficiente como antidepressivo no tratamento da depressão.

Magnésio como suplemento forneceu um alívio significante da depressão generalizada e transtornos depressivos mais graves, rapidamente, dentro de uma semana.

O magnésio ajuda contra a depressão aumentando os níveis do neurotransmissor do bom humor, a serotonina.

7. O Magnésio Mantém Estável Seus Níveis De Açúcar No Sangue.

O magnésio estabiliza seus níveis de açúcar no sangue e isso é boa notícia para seu cérebro.

A principal fonte de combustível do seu cérebro é a glucose, e ele precisa de um fornecimento constante.

Quando seu cérebro não recebe o combustível que ele precisa e seus níveis de açúcar no sangue caem muito, suas glândulas adrenais entram em cena para liberar epinefrina e cortisol.

Isso causa liberação de açúcar armazenado para trazer de volta ao normal seus níveis de açúcar no sangue.

Se você já passou por um ataque de baixo nível de açúcar no sangue, você sabe o quão ansioso você pode se sentir.

Os sintomas de um ataque hipoglicemiante são incrivelmente parecidos com um ataque de pânico: nervosismo, tremores, suor, tontura e batimentos cardíacos acelerados.

Se você suspeita que sua ansiedade está relacionada à hipoglicemia, é extremamente importante prestar atenção na sua dieta.

Estabeleça um limite de consumo de carboidratos refinados e coma mais proteínas, gorduras saudáveis e carboidratos complexos.

Além disso, comece a tomar um suplemento de magnésio.

Pesquisas mostram que tomar 340 miligramas/dia pode evitar que o açúcar no sangue caia demais em pessoas com hipoglicemia.

8. O Magnésio Coloca Você No Controle.

Cuidar de uma deficiência de magnésio pode ter um impacto profundo na sua vida.

Coloque seus níveis de magnésio em uma faixa saudável e você terá como benefício um humor melhor, mais resiliência ao estresse, melhora no foco e concentração, diminuição das vontades incontroláveis de comer açúcar, aumento da energia, e sono melhor.

É fácil ver como uma simples mudança como essa pode fazer você se sentir no controle da sua vida.

Estar no banco do motorista da sua vida é o segredo para se sentir menos ansioso.

Como Nossa Vida Moderna Provoca Deficiência De Magnésio.

https://ledalquimica.com.br/loja/minerais/cloreto-de-magnesio-pa/

Agora que você sabe como o magnésio afeta seu bem-estar mental, você pode estar querendo saber porque a deficiência de magnésio se tornou tão comum… E se você está consumindo magnésio o suficiente.

O consumo dietético de magnésio despencou no decorrer dos últimos 100 anos.

No começo do século XX, uma pessoa comum consumia 500 mg diariamente.

Agora a média diária de consumo está em 200 mg.

O resultado é que 75% dos brasileiros têm níveis de magnésio abaixo da faixa considerada saudável.

Aqui vão as muitas razões para a deficiência de magnésio se transformar em algo tão predominante.

Nós estamos comendo mais alimentos refinados do que nunca, e esses alimentos refinados contém pouquíssimo magnésio.

Até mesmo os alimentos mais saudáveis podem ter pouco magnésio, já que a maioria desses alimentos são cultivados em solos esgotados de minerais.

Muitas pessoas vivem onde a água contém cloreto. O fluoreto deixa o magnésio menos biodisponível.

O estresse crônico é um grande ladrão de magnésio. O estresse elimina o magnésio pela urina.

Alcoólatras, diabéticos e idosos tem mais risco de ter deficiência de magnésio.

Problemas gastrointestinais como a doença celíaca, síndrome do intestino irritável e desequilíbrio na flora intestinal prejudica a absorção do magnésio.

Mais de 200 medicamentos bloqueiam a absorção de magnésio.

Fica claro que quase todo mundo pode se beneficiar de um aumento no consumo de magnésio.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *